O Militante do “Tudo é Óbvio”

“A essência da atitude blasé consiste no embotamento do poder de discriminar” SIMMEL, G., A Metrópole e a Vida Mental

Na vida, lidamos com todo tipo de gente. Gente idealista, gente sonhadora, gente amargurada, gente individualista, gente completamente equivocada em suas opiniões, gente super coerente e sensata. De todos os tipos de pessoas, porém, um se destaca negativamente: o que tem uma atitude blasé sobre tudo, o que acha que tudo é óbvio, o que se reveste de uma arrogância quase patológica em nome da manutenção de uma individualidade quase desesperada. E, assim, se torna incapaz de reconhecer qualquer coisa que não diga respeito a si mesmo. É uma defesa mesmo, uma forma de se relacionar com um mundo hostil é incompreensível.

Antes das redes sociais, esse tipo de gente ficava restrita aos seus círculos sociais. Com as redes, essas pessoas passaram a ganhar fama se empenhando em destruir o espírito de qualquer um que não esteja no mesmo estado de letargia apodrecida que elas. Ninguém pode saber algo que elas não saibam. Ninguém pode receber o reconhecimento que elas não recebem. São pessoas que se empenham diariamente em desmobilizar os outros e em generalizar o sentimento de fracasso que, no fundo, é delas mesmas.

Para isso, essas pessoas inventam uma realidade paralela em que elas se encontram em um nível inalcançável, ainda que para isso tenham que construir mentiras indisfarçáveis. São pessoas capazes de pegarem a maldita solução de 500 páginas da conjectura ABC do Shinichi Mochizuki que nenhum dos melhores matemáticos do mundo conseguiu entender e dizerem “eu não vou explicar, isso é muito óbvio”. O importante é estar por cima dos outros, além das discussões mundanas, se vender (nessa época em que tudo é imagem) como alguém inabalável e inalcançável, numa pegada “eu não preciso explicar nada para ninguém”.

No entanto, o tempo que essas pessoas não gastam explicando elas gastam ridicularizando os outros. Desmobilizando qualquer um que produza algo minimamente didático. Tentando reduzir todos ao mesmo estado blasé pútrefo delas. E isso é feito de três formas, ao menos: (1) a ridicularização pura e simples, através do argumento “isso é óbvio demais e você só está falando isso para aparecer”, (2) a acusação de “lacre” em toda e qualquer ocasião, como se todo mundo tivesse a mesma intenção de encerrar discussões e de ridicularizar os outros que essas pessoas tem; e (3) a perseguição pessoal no nível mais elementar, em que essas pessoas contaminam outras pessoas com essa atitude blasé destrutiva e se juntam para fazer ofensas ad hominem a quem produz conteúdo até essas pessoas desistirem e caírem na mesma mediocridade blasé, que é incapaz de vislumbrar qualquer coisa além do tédio e da destruição.

Perto dessas pessoas, os militantes bolsonaristas radicais parecem simpáticos sonhadores. Porque essa turma está indo na direção errada e conduzindo um monte de gente nessa direção, mas é uma atitude ativa. Essa galera, por sua vez, se dispõe diariamente a ser obstáculo no caminho dos outros, a não deixar ninguém passar, a condenar todo mundo a uma imobilidade eterna. E tudo por que ninguém pode ir além deles, ninguém pode fazer mais do que eles, ninguém pode saber algo que eles não sabem.

O desmobilizador blasé do “tudo é óbvio” está em todos os lugares. Está em cada postagem julgando a atitude de quem posta. Está em todo vídeo ou texto criticando para aparecer. É um dos frutos mais perniciosos da economia da atenção: gente que só aparece para criticar, para destruir, que ganha espaço na mídia, nas redes sociais e até fãs só por destruir o trabalho dos outros. E destrói o trabalho dos outros por prazer, porque é incapaz de produzir qualquer coisa e quer ver todos igualados na mediocridade imóvel, no desalento coletivo.

É o tipo de gente mais infeliz que tem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s